Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

1- Nome?

 

Maria João... mas se alguém chamar "Poeta" eu também dou pelo nome... :))

 

2-Porque lhe deram esse nome?

 

Qual deles? Se for Poeta acho que foi o nome que me encontrou a mim no dia em que descobri que era "Pintora quando Deus quer" e "Poeta porque Deus quer"... :)

 

 

3-Faz pedidos ás estrelas?

 

Não. Converso com elas, mas não lhes peço nada.

 

4-Quando foi a última vez que chorou?

 

Quando a Minerva morreu.

 

 

5-Gosta da sua letra?

Gosto imenso da minha letra, acho-a muito bonita e legível.

 

 

6-Gosta de pão com quê?

 

Com manteiga. Adoro pão com manteiga!

 

7-Quantos filhos têm?

 

Três. Vivas.

 

8-Se você fosse outra pessoa seria seu amigo?

 

Sem dúvida, embora me considerasse bastante excêntrica...

 

9-Saltaria bungee-jump?

 

 

Não! Tenho coisas tão mais bonitas para fazer...

 

 

10-Desamarra os sapatos antes de os tirar?

 

 

Às vezes... :))

 

 

11-Acreditas que és uma pessoa forte?

 

 

 Dentro de todas as minhas limitações físicas, acredito que sou mesmo muito, muito forte.

 

12-Gelado favorito?

 

Amêndoa, baunilha e chocolate.

 

 

 

13-Vermelho ou preto?

 

 

Preto. O preto é essencial na minha pintura e na minha escrita. Não lhe encontro qualquer conotação negativa, ao contrário da maioria. Coecei a desenhar com carvão e tinta-da-China...

 

 

14-O que menos gostas em ti?

 

 

Só não gosto de me sentir "enferrujada"... mas não é um problema de estética. É mesmo um problema de funcionalidade.

 

 

15-O que mais gostas em ti?

 

Não me preocupo demasiado com isso... talvez desta teimosia toda, desta força que me leva a dar tudo por tudo quando me sinto segura de estar a fazer o que devo.

 

 

16-De quem tens saudades?

 

 

Não vou ser politicamente correcta nesta resposta, mas devo dizer a verdade. Tenho saudades da Lupa, da E.T. e da Minerva.

 

 

17-Descreva a roupa e calçado que usa agora?

 

 

Calças daquelas do chinês, cheias de bolsinhos laterais que são excelentes para arrumações. Blusinha preta... do chinês. Sandálias castanhas com a mesmíssima origem. :))

 

 

18-Qual foi a última coisa que comeu hoje?

 

 

Profitteroles. Era a sobremesa do Centro Paroquial...

 

 

19-O que escutas agora?

 

 

O garotinho que está no pc ao lado do meu a perguntar quem acabou de matar... é um jogo violento...

 

 

20-A última pessoa com quem falou hoje ao telefone?

 

 

Caramba! Eu hoje não falei com ninguém ao telefone!

 

 

21-Bebida favorita?

 

 

Lima-limão do Pingo Doce :)

 

 

22-Comida?

 

 

Não sou esquisita. Gosto de quase tudo.

 

 

23-O ultimo filme que viu no cinema e com quem?

 

 

Não me recordo do título, mas era James Bond. Fui com uma amiga, a Nati.

 

 

24-Dia favorito do ano?

 

 

A magia dos dias está nas maravilhas que eles nos podem trazer. Gosto de todos os dias em que não esteja particularmente dorida, cansada e doente.

 

 

25-Inverno ou verão?

 

 

Verão! Ia morrendo congelada neste Inverno e passei a ser uma fã incondicional do Verão!

 

 

26-Beijos ou abraços?

 

 

Prefiro abraços...

 

 

27-Sobremesa favorita?
 

 

Pudim de leite condensado... mas não sei confeccioná-lo...

 

 

28-Que livro está a ler?

 

 

Acabei de ler o "Suspiros", do poeta Casimiro Costa. Neste momento estou sem tempo para iniciar qualquer leitura.

 

 

29-O que tem na parede do seu quarto?

 

 

Um montão de telas pintadas por mim e uma fotografia do Manuel Ribeiro de Pavia a desenhar a pena, na mesa da sala de jantar da casa da Luís de Camões.

 

 

30-Filmes favoritos?

 

 

Gostei muito do "Modi", um filme biográfico sobre o pintor Modigliani.

 

 

31-Qual foi o lugar mais longe que foi?

 

 

Fisicamente, nunca saí de Portugal. Acredito - e tenho testemunhos documentais -  já ter estado, por minutos, do outro lado da vida, mas isso pode levantar polémicas que, aqui, não interessam para nada... mas não estarei a mentir se disser que já fui mais longe do que a maioria das pessoas. Ninguém especificou que se tratava de um "longe" sujeito a mensuração kilométrica... ;)

 

32-Uma música?

 

 

Tantas, tantas... mas não posso deixar de referir o fado "Saudades de Coimbra", com letra do meu avô...

 

 

33-Uma frase?

 

 

Vai o mais longe que puderes, se acreditas que vais pelo bom caminho e, quando lá chegares, avança ainda mais e mais.

 

Passo a:

 

 

Todos os meus amigos que se derem ao trabalho de vir até este cantinho de prémios e medalhas :)

 

Este desafio foi-me lançado pela Estrelinha do http://estrelaquebrilha.blogs.sapo.pt/

 

 

I feel like a:
proudly received by Maria João Brito de Sousa às 16:43

Domingo, 22 de Março de 2009

Photobucket

Este desafio veio do http://free-stile.blogs.sapo.pt/ e quando cá chegou tive de o deitar na caminha dos gatos, de tão cansadito que vinha! "Tadinho" do Free! Mas como eu sou especialista em cansaços, daqueles que não vêm fins de semana, feriados ou feriazitas há muitos anos, resolvi falar-vos de um típico dia, cá dos meus...

Vai o dia de ontem. Porque sim. Porque foi o dia da Poesia e da Árvore...

 

10 horas - Levanto-me, estremunhada, e ponho os óculos do "Chinês" para verificar que deveria ter acordado muito mais cedo! Quem me mandou a mim ficar a ler até às quatro da manhã?

10.05h - Espera aí Kico, que já te levo a fazer xixi! Eu também preciso de fazer xixi!

10.10h - Está bem, vamos lá...

10.15h - Não trato agora dos pombos... tenho de tratar, primeiro dos litters dos gatos, pôr uma máquina de roupa a lavar, dar os medicamentos ao Kico e Minerva e ir arrumar a varanda do Spirit que já mia que nem um desalmado, pensando que me vou esquecer dele...

11.00 h - Caramba! A Happy Hour! Estou a deixar passar a Happy Hour! Quando será qe eu tomo duche hoje?

11.15 h - Trinta e um comments? Caramba! Vou postar primeiro e depois respondo. Hoje é dia da Poesia e da Árvore... onde estará aquele livrito que mandei imprimir ali no Palmeiras e que levei a registar à SPA, em 2007?

MUITAS E MUITAS GAVETAS DEPOIS - Ah! Cá está ele! Espera aí Minrvinha que eu já te dou mais latinha. Beethoven, não sejas guloso! Esta latinha é só para a Minerva, que está doente!

DE VOLTA AO PC - Caramba! Este soneto está cheínho de erros de métrica! Vou ter de fazer emendas... o poetaporkedeusker é um blog com algumas intenções didáticas e eu sinto-me responsável por aquilo que publico nele!

OS POMBOS SALTITAM E ESVOAÇAM NA GAIOLA, FURIOSOS POR NÃO TEREM SIDO AINDA TRATADOS.

Esperem só um minuto que eu já vou tratar de vocês!

TRÊS GAIOLAS  LIMPAS, COM JORNAIS MUDADOS E AREIA NOVA, E CINCO PAPOS CHEIOS DEPOIS - Ai os comentários que ainda não foram respondidos!

12.30h - Esperem aí que eu já volto com o update! Este post acaba de "saltar" para o dia de hoje, em tempo real, porque a D. Isa acaba de me telefonar e vamos soltar, nas matas, os dois pombinhos que já voam! A Happy Hour vai ter de esperar porque os meus dias são, mesmo, mesmo, cheios de imprevistos!

Poeta, live, directamente de Nova Oeiras.

 

2ª Parte.

 

De novo em directo (bem… mais ou menos, porque esta 2ª parte está a ser escrita em Word, para evitar estar muito tempo online) de Nova Oeiras e já com o casalinho de pombos em liberdade, venho fazer o “update”, conforme prometido.

ALGUNS CÊNTIMOS DE GASOLINA DEPOIS – Solto o casalinho de pombos em zona pouco urbanizada, retomo o “lugar do morto” no carro do marido da D. Isa e resolvemos tomar um cafezinho, rápido, fora de portas.

Para mais é que não dá…

DE VOLTA A CASA – Venho cheia de louváveis planos no sentido de continuar este post ainda dentro da Happy Hour. Desiludo-me rapidamente.

A Minerva vomitou o edredão todinho, de alto a baixo. O chão também está vomitado e o Kico quer ir fazer o seu xixi da tarde. Sacudo o edredão, enfio-o na máquina de lavar e vou limpar o chão.

PASSADA A HAPPY HOUR – Telefono a uma amiga que faz hoje anos e depois à D. Fernanda para lhe dizer que já não vou tomar o cafezinho das seis e meia.

ALGUNS MINUTOS DEPOIS – Dou uma latinha à Minerva, colherzinha por colherzinha. Está muito fraquinha e necessita de muito mais mimos do que o habitual. Aqueço o soro, em banho-maria, a 38º e vou-lho administrar. Está em hipotermia.

DEPOIS DAS 18 HORAS – Tenho ainda um bilião de coisinhas por fazer, mas decido que tenho de acabar este post.

DEPOIS… -  Não sei exactamente como será, mas ainda não escrevi soneto nenhum hoje. Estou toda partida e dói-me a cabeça. Provavelmente jantarei, por volta das nove horas, um pratinho de arroz com uma lata de atum. Eu gosto. Talvez veja um pouquinho de televisão, agora que uma amiga ma conseguiu pôr a funcionar, pelo menos na RTP 1. Nos outros canais é que não dá…talvez me nasçam sonetos, entretanto… talvez vá responder, apressadamente, aos vossos comentários, talvez consiga ir para a cama antes das duas da manhã, depois do último xixi do Kico, e ainda consiga ler mais umas páginas de “Um Mundo para Julius”, de Bryce Echenique, gentilmente enviado por outra amiga… talvez a Minerva volte a vomitar… talvez tenha de lavar o edredão de novo, amanhã... ou talvez não. Eu avisei que os meus dias, ao contrário do que possa parecer, são, realmente, cheios de imprevistos…

Não vou passar este desafio a ninguém em especial, por evidente falta de tempo, mas convido-vos, todos, a fazê-lo também.

Um abraço grande para todos vós!

 

 

 

proudly received by Maria João Brito de Sousa às 12:55

Sábado, 21 de Março de 2009

 

 

Pois é... lembram-se da minha promessa de confissão em relação ao desafio do Bloguezi?

 

Aqui confesso que vocês estiveram quase, quase a 100%...

Também confesso que pensei que nenhum de vocês pudesse acreditar que, desde o início dos anos 70, eu tivesse andado por aí a comprar enguias vivas, para depois as soltar... não é que eu andasse a nadar em dinheiro. Nada disso! Aquilo exigia-me algum sacrifício financeiro, mas eu sempre achei atroz ver aqueles pobres animais a debaterem-se pela vida nas bancas dos mercados. Levava as minhas filhas comigo, pois claro! Não gostaria de impor-lhes fosse o que fosse, mas nunca pensei que aquilo pudesse ser encarado como um mau exemplo.. mas era. E continua a ser, embora já não tanto assim...

 

Mas estou a alongar-me sobre as verdades e vocês, agora, querem é descobrir as mentiras.

Aqui vão elas, muito bem explicadinhas...

 

3- Não senhor. Não gosto nadinha de andar de saltos altos e vocês descobriram logo isso. Esta era fácil!

 

 

4 - Lamento muito mas não morro de amores por champanhe, nem em ocasiões festivas.

Sou capaz de beber um pouco, socialmente, mas se o puder trocar por uma 7up, troco mesmo! Aliás, eu trocaria qualquer bebida do mundo por uma Lima-limão do Pingo Doce...

 

 

6 - Nunca tive um cão de raça pura. "Nasci" ao lado do Pinóquio, um rafeirito preto que o meu avô recolhera das ruas. A esse mordi-o quando tinha sete ou oito meses de idade. Ficou registado para a posteridade, em fotografia,  o nariz do infeliz, com uma fatia a menos, porque eu devo ter achado que aquele narizito húmido deveria ser muito bom para comer... trata-se do bebé que mordeu o cão e não do "Homem que Mordeu o Cão", devo deixar bem claro e, como data de 1953, penso que ninguém me pode acusar de plágio...

Depois veio a Paloma, lindíssima, branquíssima, abandonadíssima e rafeiríssima que foi a minha grande companheira de infância.

Mais tarde, comigo já aqui, em Nova Oeiras, chegou o Ferrugem, dentro de uma caixa de sapatos, muito pequenino, ainda. Veio a transformar-se num belíssimo rafeiro grande, com uma costelazinha de Leão da Rodésia. Sobre o Ferrugem poderia estar horas e horas a contar-vos histórias em que vocês dificilmente acreditariam. A sua vida daria um romance, acreditem-me. Um dos mais belos contos que escrevi, nasceu-me logo após a sua morte.

Quando eu já fincava o pé, teimando que não voltaria a ter um cão, só para não voltar a sofrer o que sofri com a sua partida, a minha mãe veio-me com uma história de fazer chorar as pedrinhas da calçada, sobre uma cachorrinha raptada, sequestrada, abandonada ou qualquer coisa parecida e... lá veio a Lupa, belíssima no seu cruzamento de qualquer coisa com Alaskan Malamute. A seguir veio o Kico - Nico, Quasimodo, Pirata, Campeão, Vencedor, Saltitão, Resistente, Coxinho, Pinga-Amor, etc, etc ... - cuja história vos contei em http://poetaporkedeusker.blogs.sapo.pt/21787.html e que por cá vai continuando apesar das muitas maleitas, achaques e longos anos de vida.

 

E pronto! Dou os meus parabéns a todos os que tentaram acertar e que andaram tão pertinho, tão pertinho que até parecia mentira...

 

 

 

 

 

I feel like a: confessada!
proudly received by Maria João Brito de Sousa às 08:00

Sexta-feira, 20 de Março de 2009

 

Pois foi... um "desafio daqueles", vindo da nossa amiga http://estrelaquebrilha.blogs.sapo.pt/...

 

E eu sei lá o que é que os meus vizinhos pensam acerca do meu blog! Ou se fazem, sequer, a menor ideia de que existem coisas de polémica (in)definição a que toda a gente chama blogs e ninguém sabe dizer, exactamente, o que são... eu sei lá!

Mas, mesmo assumindo a minha extrema ignorância em relação às ideias dos meus pobres vizinhos, acredito que a maioria deles pensa, com alguma razão, que eu "não jogo com o baralho todo" e que devo ser "bruxa" ou qualquer coisa parecida... não porque ande por aí a voar em vassouras - as minhas duas vassouras não voam. Eu já experimentei... - ou porque me vejam a cozinhar poções e mezinhas Nada disso! É qualquer coisa indefinida que lhes leio nos olhos e que vou registando, muito "en passant", e que oscila entre a vontade de fazer perguntas e a intuição de que as respostas não seriam lá muito lógicas... mas adiante. Isto são, apenas, leituras minhas...

Cumpram-se, então, as regras do desafio!

 

Regras:

 

1 - Falar de três aspectos positivos dos meus vizinhos.

 

2 - Falar de três aspectos negativos dos ditos cujos.

 

3 - Passar o desafio a seis bloggers.

 

Et voilá!

 

1 a) São pessoas relativamente sossegadas.

 

b) Não são "invasivos", graças a Deus!

 

c) Já me emprestaram uma radiografia, para eu abrir a minha porta de casa, quando eu me esqueci das chaves lá dentro...

 

2 a) Não acharam lá muita graça ao facto de eu ter passado alguns meses a subir e a descer de elevador, com a Lupa, quando ela estava com aquele problema de incontinência que precedeu, em muitos meses, a sua morte.

 

b) Não gostam de pombos.

 

c) Há quem se assuste imenso quando fica "encravado" dentro do elevador... mas isso até é compreensível.

 

3 - O seis "desafiados" são:

 

http://ligeirinha.blogs.sapo.pt/

 

http://amadordoverso.blogs.sapo.pt/

 

http://silvarosamaria.blogs.sapo.pt/

 

http://free-stile.blogs.sapo.pt/ (eheheheh...)

 

http://linhaseletras.blogs.sapo.pt/

 

http://planeta-sol.blogs.sapo.pt/

 

 

Porta aberta junto ao Forte de S. Bruno, no poetaporkedeusker.

 

 

NOTA - Reflectindo sobre o que escrevi neste post, cheguei à conclusão de que deveria frisar bem o facto de só ter considerado "vizinhos" as pessoas  que habitam no meu prédio. Afinal de contas a D. Isa e a D. Fernanda, por exemplo, também são minhas vizinhas... e tantos mais que não foram considerados neste post.

I feel like a:
proudly received by Maria João Brito de Sousa às 12:43

Quinta-feira, 19 de Março de 2009

 

Não senhor! Esta imagem - usurpada da internet, via Google - não é um prémio... é apenas para eu nunca me esquecer de que fui desafiada pelo Bloguezi da Joanina. Pois! E não é que o malandreco me quer pôr a dizer mentiras??? Primeiro fiquei "chocada", mas depois, atendendo à muitíssima consideração que me merecem Bloguezi e Joanina, resolvi "alinhar"!

 

Consiste o desafio em falar de nove hábitos meus- manias, whatever! -

na condição de seis deles serem verdadeiros e três... muitíssimo falsos...

Cabe a vossas excelências, meus amigos, descobrir quais são falsos e quais são os verdadeiros...

Aceitam-se todos os palpites e eu, muito em breve, desvendarei o grande mistério, num outro post... eheheh

Ora aqui vai:

 

1- Já pintei, uma vez, o cabelo de cor-de-rosa.

 

2 - Tive, numa das minhas varandas, um ninho de vespas com as quais me dava muitíssimo bem, pois nunca me picaram.

 

3- Adoro andar de saltos altos.

 

4- Gosto imenso de champanhe, em ocasiões festivas

 

5- Quando era mais nova, comprava todas as enguias vivas que encontrava nas bancas dos supermercados, par depois as ir soltar num lago de jardim.

 

6- Já tive um cão de raça pura.

 

7- Nunca distingo uma marca de carro de outra qualquer.

 

8- Nunca tenho hora certa para tomar o meu duche diário.

 

9- Adoro canetas de tinta preta.

 

 

E pronto! Fico à espera do vossos "palpites"...

 

Porta aberta no poetaporkedeusker, como de costume...

 

 

* O "himself", em vez do "itself", com que me referi ao Bloguezi, demonstra o altíssimo respeito que o Bloguezi me merece e que me faz elevá-lo ao estatuto humano. 

 

I feel like a: mentirosa...
proudly received by Maria João Brito de Sousa às 13:40

Sexta-feira, 13 de Março de 2009

 

 

 

 

 

 

A minha amiga Maria do http://blablabla.blogs.sapo.pt/

propôs-me um poema sobre a "Confiança" e eu respondo-lhe aqui.

Este desafio implica que eu o passe mais oito bloggers, avisando-os através de comentários nos seus blogs.

 

 

 

 

 

 

Aqui está o meu soneto "Confiança" e os blogs que premiarei são:

 

http://orquideanegra.blogs.sapo.pt/

 

http://visserofelici.blogs.sapo.pt/

 

http://oblogdajoanina.blogs.sapo.pt/

 

http://ligeirinha.blogs.sapo.pt/

 

http://free-stile.blogs.sapo.pt/

 

http://blogando-me1.blogs.sapo.pt/

 

 http://adnirolfpa.blogs.sapo.pt/

 

 e ainda um nono blog,http://linhaseletras.blogs.sapo.pt/

Assim que tenha uns momentinhos livres, passarei aos comentários de aviso nos blogs premiados. Um muito obrigada à Maria.

 

 

Confio, porque sendo confiante

Consigo ser feliz e estar cumprida.

Confio nessa vida além da vida,

Tão próxima e, contudo, tão distante.

 

Confio e confiando sigo avante

Em direcção à Terra-Prometida,

Confiante de, então, ser recebida

Na paz serena dessa luz constante.

 

Confio nestes passos que aqui dou,

No caminho que traço e que deixou

Um rasto de palavras como herança.

 

Confio nestas mãos que me conduzem

E em todas as coisas que produzem

Quando feitas com fé e confiança.

 

proudly received by Maria João Brito de Sousa às 13:24

Sábado, 28 de Fevereiro de 2009

Propôs-me o meu amigo Manu um desafio a que tentarei responder, apesar de não estar num dos meus melhores momentos.

É um desafio que visa dinamizar a interacção (ai, o novo Acordo Ortográfico…) entre os bloggers - aqui prefiro manter esta opção de aderir às origens da palavra, exceptuando nos comentários ou posts especialmente dedicados à APP - e que me merece o maior respeito. Propõe-se, neste desafio, que cada um faça a sua auto-avaliação e a tente resumir em seis frases que descrevam as suas principais características.

Parece fácil, dirão alguns. Com efeito, de habituada que estou a “condensar” muitas palavras nos catorze versos de um soneto, deveria parecer-me fácil descrever-me em apenas seis das minhas principais características. Deveria… mas não é!

Paradoxalmente, as mesmíssimas razões que me dificultam a tarefa encontram-se descritas nas minhas duas primeiras principais características… a tentativa de resposta vem à conta da terceira…

 

 

1-    Imparcialidade.

2-    Sinceridade.

3-    Teimosia. (arre que é demais!)

4-    Resistência.

5-    Dedicação.

6-    Espírito científico conjugado -  em aparente antítese - com misticismo.

 

E pronto. Eis-me despachadinha e capaz de escolher mais seis “vítimas”.

(Podem vir “cobrar” que eu respondo por estas qualidades e defeitos!...)

O desafio veio do http://manulomelino.blogs.sapo.pt/ e eu desafio:

 

 

http://linhaseletras.blogs.sapo.pt/

 

http://ligeirinha.blogs.sapo.pt/

 

http://silvarosamaria.blogs.sapo.pt/

 

http://planeta-sol.blogs.sapo.pt/

 

http://pequenos_nadas.blogs.sapo.pt/

 

... e, "the last but not the least", todos os que tiverem vindo espreitar pela portinha que, mais uma vez, deixarei aberta no poetaporkedeusker. :)

 

 

 

I feel like a:
proudly received by Maria João Brito de Sousa às 11:54

Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009

À BEIRA DA FONTE

 

Amanhã hei-de ir à fonte,

- descalça, qual Lianor –

Procurar, no horizonte,

Sinais de Paz ou de Amor…

 

Não sou Lianor, nem jovem,

Procuro um amor dif`rente…

Aquilo que alguns descobrem

Que faz falta a toda a gente…

 

Mas se eu for e não voltar,

Não se esqueçam!... Não voltei

Porque o não pude encontrar

Nas muitas voltas que dei!

 

Procurei por toda a parte.

Não estava em parte nenhuma!

Apesar do amor à Arte

Perdi-me entre tanta bruma…

 

Hoje, qual Sebastião

Do mito desencarnado,

Procuro a estranha lição

Desse amor desencontrado…

 

Neste precário horizonte

De fronteiras virtuais,

Desprezo, à beira da fonte,

O que os outros buscam mais…

 

 

 

O meu amigo Fisga do http://planeta-sol.blogs.sapo.pt/ propôs-me, em jeito de desafio, uma pequena dissertação ou a possível definição de AMOR. Casualmente - que eu saiba - tinha, pouco antes, feito estas redondilhas sobre o tema. Aqui vo-las deixo e desafio todos os que aqui vierem - como de costume deixarei uma porta aberta no poetaporkedeusker - a fazer exactamente o mesmo nos seus blogs. :)

 

I feel like a:
proudly received by Maria João Brito de Sousa às 23:30

Segunda-feira, 02 de Fevereiro de 2009

Os meus amigos Maria  do http://blablabla.blogs.sapo.pt/

 

e Vitor do

http://o-outro -lado0.blogspot.com/

 

propuseram-me um desafio que consiste em revelar oito desejos,

expor as regras e convidar oito bloggers a fazerem o mesmo.

As regras consistem em, para além das três aqui citadas, ir aos oito blogs que nomear e avisar os bloggers de que têm um desafio à sua espera neste blog.

 

Os "desafiados" são:

 

http://memorexquer.blogs.sapo.pt/

 

http://silvarosamaria.blogs.sapo.pt/

 

http://amadordoverso.blogs.sapo.pt/

 

http://pequenos_nadas.blogs.sapo.pt/

 

http://blogando-me1.blogs.sapo.pt/

 

http://animaiseoutrosquetais.blogs.sapo.pt/

 

http://quero-ser-feliz.blogs.sapo.pt/

 

http://ligeirinha.blogs.sapo.pt/

 

 

E os meus oito "wishes" são...  caramba que estou a ficar materialista e individualista! Bem...

 

1 - Conseguir uma sala (gratuita) para a sessão de apresentação do Poeta Porque Deus Quer.

 

2 - Que o possam comprar, ler e gostar do que leram...

 

3 - Que os projectos em relação à divulgação da poesia de António de Sousa possam prosseguir com êxito.

 

4 - Conseguir vender mais umas telas para poder acabar com as malvadas dívidas e ir, finalmente, ao dentista. (entretanto já apareceram mais quatro dentes cariados, para além do pivot instável...)

 

Calma! Isto não está a ser nada fácil... estou para aqui num braço de ferro com a minha consciência que me está a insultar...

 

5 - Conseguir arranjar um dono(a) para o Spirit!!! E este é tão premente que vai sair em quadruplicado e receber também os números 6, 7 e 8!!!

 

 

Agora tenho de ir (finalmente!) pagar as licenças da Lupa e do Kico, por isso só vou aos vossos blogs logo à noitinha...

Entretanto "abro uma portinha" no poetaporkedeusker para que possam vir ver o desafio cumprido... com a "batota" imposta pela urgência de algumas situações...

 

 

I feel like a:
proudly received by Maria João Brito de Sousa às 13:18

Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

Desta vez foi a minha amiga Maria do http://cantinhodabofa.blogs.sapo.pt  quem me desafiou para uma auto-avaliação perante os sete pecados mortais.

 

Aqui está a minha tentativa;

 

GULA -  Pois sou um bocadinho gulosa, sim senhor! Às vezes fico na dúvida... não sei se é gula ou se é fome... mas não gosto mesmo nada de sentir o estomâgo colado às costas!

 

 

AVAREZA - Não me considero ávara. Nem um bocadinho. Se me considerasse, di-lo-ia sem mmais problemas que um pesozito na consciência.

 

 

IRA - É raro, raríssimo, deixar-me levar pela ira. Passam-se meses, por vezes anos, sem que a voz se me altere mas, quando me "salta a tampa"... nem queiram saber! Também não levanto a voz, mas não invejo o infeliz que me apareça pela frente nessas - felizmente raras - crises de fúria...

 

 

INVEJA - Sou capaz do distanciamento suficiente para conceptualizar a inveja mas, que eu me recorde, nunca por nunca ser a senti em toda a minha vida.

 

 

PREGUIÇA - Ora cá está um conceito que me deixa atrapalhada!

Se eu estivesse do "lado de fora de mim" a observar-me diria que sou preguiçosa em relação a certos trabalhos que exijam grande esforço físico... mas como estou "do lado de dentro de mim" e sei as dores e o cansaço extremo que certas tarefas produzem no meu corpo, tomo a minha defesa pessoal e digo já que não é preguiça. É não poder mais!

 

 

SOBERBA - Penso que não abunda em mim, mas posso estar enganada... às vezes fico toda inchada quando me fazem elogios ou quando consigo terminar um quadro que considero particularmente bonito... mas não me parece que isso seja um pecado mortal. É mais uma enorme alegria misturada com muita gratidão por me terem sido oferecidos alguns dons  que me permitem fazer coisas que considero importantes.

 

 

LUXÚRIA - Agora? Agora não! Em tempos que já lá vão... bem... talvez não pudesse considerar-me inocente dela, mas agora...

 

 

Os  oito desafiados são:

 

http://ligeirinha.blogs.sapo.pt/

 

http://silentraven.blogs.sapo.pt/

 

http://animaiseoutrosquetais.blogs.sapo.pt/

 

http://planeta-sol.blogs.sapo.pt/

 

http://umbreveolhar.blogs.sapo.pt/

 

http://free-stile.blogs.sapo.pt/

 

http://linhaseletras.blogs.sapo.pt/

 

http://velucia.blogs.sapo.pt/

 

 

 

I feel like a:
proudly received by Maria João Brito de Sousa às 02:39

almost everything about me
look for it
 
Janeiro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30
31


last words
Obrigada, amiga!O meu dia promete muita dor e desc...
Tua Poesia,Acabou de embelezar o prémioe de que ma...
Abraço grande! Obrigada pelo teu comentário e pel...
Poesia fresca gotejante, como flor que é!Inútil ou...
Feliz tarde também para ti, Anjo!
Vivaaaaaaaafeliz tarde
Viva a Poesia, Anjo!
E viva a Poesia
Tens toda a razão, Maria Luísa! Respondo apenas pa...
Mª. joãoProcura responder só ao que interessa muit...
small parts of me
Patrocinadores :)
Visitors since 09.03.13
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro