Terça-feira, 17 de Agosto de 2010

 

Se falo, é só de mim! Se aqui confesso

As faltas que por mim são cometidas,

É de livre vontade; eu nunca peço

A absolvição das culpas já sentidas...


Tentando melhorar, eu pago o preço,

Cumprindo-me nas coisas prometidas

E aceito sempre as graças - se as mereço… -

Por obra de promessas já cumpridas.


Sou, no entanto, humana… um ser carnal

Que, por vezes, se acende de paixão

E se rende nos braços de um poema…


Mas sempre que a paixão me corre mal,

Tentando resistir à sedução,

Procuro a solução deste dilema…

 

 

Maria João Brito de Sousa

 

 

Tema proposto por Carmo Vasconcelos na AVSPE, Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores - Julho de 2010

proudly received by Maria João Brito de Sousa às 16:29

almost everything about me
look for it
 
Agosto 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
27
28

29
30
31


last words
Obrigada, amiga!O meu dia promete muita dor e desc...
Tua Poesia,Acabou de embelezar o prémioe de que ma...
Abraço grande! Obrigada pelo teu comentário e pel...
Poesia fresca gotejante, como flor que é!Inútil ou...
Feliz tarde também para ti, Anjo!
Vivaaaaaaaafeliz tarde
Viva a Poesia, Anjo!
E viva a Poesia
Tens toda a razão, Maria Luísa! Respondo apenas pa...
Mª. joãoProcura responder só ao que interessa muit...
small parts of me
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro