Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009

 

 

Não, este não é um prémio. É uma realidade para a qual eu sinto que devo chamar a atenção. Por favor, a todos os que habitem nas proximidades da Serra da Arrábida ou que estejam a passar as suas férias nas redondezas, deixo este pedido de ajuda.

Visitem http://prosa-poetica.blogs.sapo.pt/47471.html e tentem dar a vossa contribuição para a resolução desta situação de extrema desumanidade.

Obrigada!

I feel like a:
proudly received by poetaporkedeusker às 15:50

De M.Luísa Adães a 31 de Agosto de 2009 às 17:44
Mª. João

Agradeço o teu soneto no "poetaporkdeusker" e este chamado de atenção aos "Abandonados".

Faço notar que entre os abandonados, está uma cadelinha "Grávida".

Tenebroso! Eu pedi a colaboração da Maria João ao meu poema
"Abandonados" no : )

http://prosa-poetica.blogs.sapo.pt

Maria joão, poetisa, amante dos animais, concordou na ajuda de quem escreve e denuncia, este caso veridico.

Maria Luísa Adães

De poetaporkedeusker a 1 de Setembro de 2009 às 12:07
Espero bem que alguém oiça este nosso apelo, amiga! Que o oiça e que recolha esses pobres animais sedentos.
Um grande abraço!

De M.Luísa Adães a 1 de Setembro de 2009 às 13:17
Mª. João

Tu acreditas nas hipóteses da Internet.
Eu não acredito!

Neste caso do poema "Abandonados" tenho recebido comentários de
pessoas, para mim, desconhecidas e todos positivos.
Não há dúvida que tocou corações!
Mas me parece, mesmo com o teu auxílio precioso (que muitos não entendem) não vamos chegar longe.
Deus dá-te esperanças, dá-me a mim também e nos agradece o muito ou o pouco que estamos a fazer.
Não é para agradecer, mas Ele está atento... mesmo aos canalhas que os abandonaram. Tenho a certeza!
Aos que nos mandam, a nós, fazer alguma coisa, não os entendo e
saem das minhas visitas a amigos.
Alguma coisa se perde, mas muito se ganha.
Tem havido, uma receptividade muito grande. Estou agradecida!
E à tua colaboração - muito agradeço - ninguém nos blogs o faria,
como tu o fiseste!

Alguém teu amigo te escreveu, mas não foi ao meu blogs! Não gosta
da minha poesia! Mas os "Abandonados" é um caso de humanidade e
eu não escrevo, assim tão mal!

As melhoras e obrigada,

MAria luísa

ou o pouco

De poetaporkedeusker a 1 de Setembro de 2009 às 14:12
Não sei quem veio ao meu blog e não ao teu, amiga... e claro que escreves bem! Por vezes as pessoas vêm com pressa... falo por mim que, agora, ando sempre aflita a tentar estar em vários sítios ao mesmo tempo e acabo por não estar onde deveria e quando deveria.
Amanhã tenho de estar outra vez no hospital... é tão cansativo!
Vamos ver o que se consegue. Os poucos comments que recebi também são muito simpáticos, mas o ideal seria que alguém pudesse mesmo recolher os pobres abandonados. Não desistas. Pode sempre aparecer alguém que tenha essa disponibilidade, tanto a nível particular quanto a nível das instituições que já existem e se vão ocupando dos casos mais desesperados. Só vou publicar o meu soneto de hoje lá para as 16.00h. Quero ter o soneto durante mais um tempo na primeira página do poeta.
Abraço muito grande!

De M.Luísa Adães a 1 de Setembro de 2009 às 14:40
Mª. João

Se as pessoas têm assim tanta pressa, como podem comentar com
verdade o que lêm?
Eu quando tenho pressa, digo que torno a voltar. Não vou comentar
a ler pelo ar...
Mas a pessoa só gosta de sonetos! E cada um tem os seus gostos!
Se não é capaz de descobrir nos "modernistas", o que é bom, o que
é "mais ou menos" ou "mau" . pouco sabe de poesia! E não sabendo.
não deve comentar!
A pessoa, há tempos disse-me, gostar de sonetos. Eu aceito! não quero e não posso agradar a gregos e a troianos.
Mas se tu dizes, contactar o blogs tal..., nada custa fazê-lo por delicadeza. por ti e não por mim.
Mas agradeço que me comentem quem me entende e goste e compreenda, as entrelinhas do que escrevo.
Se não tem tempo, agradeço que não venha. Foi o que a pessoa fez
e muito bem!
Não há uma censura, mas sim um agradecimento!

Vou colocar no m/blogs, a tua intervenção humanista. Não conheço,
ninguém nos sonetos, capaz de o fazer - apenas tu!
Será que conheço pouca gente? Andam por aí sonetistas aos
pontapés? Não me parece!

Desejo as melhoras.

Acabei de te dar uma das razões que a Net não me convence!

beijos e obrigada,

Maria luísa





De poetaporkedeusker a 1 de Setembro de 2009 às 16:30
Amiga, repara que o meu blog de poesia contemporânea http://liberdadespoeticas.blogs.sapo.pt/ tem pouquíssimos visitantes.
No entanto, também eu sou capaz de cometer erros crassos e já o fiz em relação aos sonetos Alexandrinos. Foi graças ao Poeta Myrtillo que verifiquei que estava a chamar Alexandrinos aos sonetos de onze sílabas métricas, quando eles se definem por ter doze sílabas poéticas em cada verso! É uma vergonha para quem, como eu, tem um blog sobre soneto clássico! Terei de escrever um enorme artigo a retratar-me sobre o assunto. Não sei se conseguirei fazê-lo ainda esta semana, pois amanhã é dia de ir ao hospital e eu nunca sei a que horas venho de lá... além do mais sei que venho sempre completamente exausta, mas terei de fazer mesmo um "mea culpa" sob pena de deixar de me respeitar a mim mesma, enquanto veículo da poesia.
Em relação a este artigo, publiquei-o também no http://mumbles.blogs.sapo.pt/ . É em decassílabo Heróico e está tudo correcto em termos formais. As minhas falhas foram mesmo só para os Alexandrinos...
Se quiseres descobrir outros sonetistas, vai a http://poetasdaapp.blogs.sapo.pt/
Fui convidada, enquanto membro da APP, a trabalhar como co-autora do blog. É uma honra para mim!
Um grande, grande abraço!

De poetaporkedeusker a 1 de Setembro de 2009 às 16:33
Desculpa, Maria Luísa! Enganei-me no link de acesso... aqui fica ele
http://ospoetasdaapp.blogs.sapo.pt/

Beijo!

De M.Luísa Adães a 1 de Setembro de 2009 às 17:03
http://ospoetasdaapp.blogs.sapo.pt

não abre e o rato não deita a mãozinha.

Alguma coisa não está correcta.
No que escrevo não tenho queixas a apresentar, de uma maneira geral. tenho muitas pessoas interessadas.
O caso que te contei foi apenas de uma Senhora que disse só apreciar sonetos.
Fernando pessoa, não escreve sonetos, é diferente de todos e eu sempre tive como base, a poesia dele. E continuo.
Não estou interessada em encontrar sonetistas, ou seja quem for e
os clássicos, muitas vezes se perdem, na vaidade do empregar palavras complexas, para valorizar o poema.
Eu adoro o que escrevo, pois traduz de forma exacta, o meu sentir.

Gosto dos teus sonetos e da enorme facilidade com que os escreves.
És versáril. Gosto do que escrevo, gosto de mim e do que sou.
E da minha liberdade à qual respeito e sinto que tenho tido saída na
Net. Não procuro nada, nem ninguém! E gosto do que escreves e dos
outros a quem comento, com sinceridade.

Esquece o que disse da outra pessoa; por email vou dizer o nome e

depois eliminas.Já coloquei no meu poema ,o meu agradecimento à
tua disponibilidade generosa. Quando possível vai ver!

beijos, Maria luísa
















De poetaporkedeusker a 1 de Setembro de 2009 às 17:25
Não é que andes à procura, amiga, é apenas para conheceres alguns poetas da Associação portuguesa de Poetas. E olha que o link abre bem comigo. Mesmo o que tu me enviaste.
Agora vou tentar ir ao teu blog. Também lancei este apelo no Twitter.
Amanã não sei a que horas volto, mas se alguém te contactar no sentido de localizar os cãezinhos, tu avisa-me por favor, para eu ficar mais serena.
Vamos lá ver se ainda consigo visitar-te! Bjo!


almost everything about me
look for it
 
Agosto 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


last words
Obrigada, amiga!O meu dia promete muita dor e desc...
Tua Poesia,Acabou de embelezar o prémioe de que ma...
Abraço grande! Obrigada pelo teu comentário e pel...
Poesia fresca gotejante, como flor que é!Inútil ou...
Feliz tarde também para ti, Anjo!
Vivaaaaaaaafeliz tarde
Viva a Poesia, Anjo!
E viva a Poesia
Tens toda a razão, Maria Luísa! Respondo apenas pa...
Mª. joãoProcura responder só ao que interessa muit...
small parts of me
Patrocinadores :)
Visitors since 09.03.13

blogs SAPO


Universidade de Aveiro